7 coisas que aprendi com meu irmão

2 Comments
Pessoas que eu amo tanto! Que saudade que eu tava sentindo disso aqui, vocês não tem noção. Vem cá e me da um abraço. Isso, obrigada. Mas enfim, como vocês estão? Bem? Ah eu tô bem também, brigada. Eu amo meu irmão. Eu juro. Mesmo sendo chata, terrível, irritante e ciumenta com ele, eu tenho que admitir que eu o amo. E eu sempre soube que minha mãe gosta mais dele do que de mim. Mas isso sempre acontece com os irmãos caçulas. São sempre mais amados. Mas eu não me importo. Eu tenho minhas qualidades e meus defeitos. E meu irmão também tem. E se você ainda não leu meu texto sobre perfeição, leia. Aposto que você vai tirar alguma lição lendo esse texto. Mas enfim, foca nos irmãos. E meu irmão é uma pessoa bem esquisita. Uma hora ele te abraça com todo amor do mundo, e na outra ele te espanca com um peixe morto. Vai entender. Mas as pessoas são assim. E meu irmão é uma das pessoas mais importantes na minha vida, mesmo ele achando que não. E como eu tenho certeza que ele não vai ler esse texto, posso falar mal dele e.e mas não vou fazer isso, porque isso é pra ser um texto fofo e melancólico para todos vocês refletirem e chorarem. Mas, enfim. Gato(a), se você tem irmãos, hoje você vai dar um abraço nele e dizer que o ama. Porque, olha, ele não vai estar aqui pra sempre.




1- Aprecie as pequenas coisas

Meu irmão me ensinou muito isso. Toda vez que eu esnobava ele, eu não sabia a falta que ele faz. Antes que vocês pensem, não, ele não morreu. Mas é que eu viajo muito e a gente quase não se vê. Como eu estudo de manhã e ele a tarde, o único tempo juntos que temos é na hora do almoço e a noite. Mas aí eu tô cansada. E nessas férias estamos tendo a oportunidade de ficarmos mais tempo juntos. E eu estou amando isso. Mas eu sentia muito a falta dele quando ficávamos longe um do outro. E só hoje eu reconheço a falta que ele me faz.

2- A Lei de Newton 

Pra você que não sabe o que é a Lei de Newton aplicada no dia a dia, é o seguinte: tudo que vai, volta. Ou seja, se você lança o bem, volta o bem. Essa Lei é verdadeiramente aplicada na nossa vida. Foi comprovado cientificamente. Pode pesquisar. Já ouviu falar que se você planta maçã, você colhe maçã? Então, é exatamente isso. Mas onde isso se aplica em relação ao meu irmão? Calma, eu explico. Quando eu não ficava brincando com ele, ele não fazia alguma coisa que eu precisava. Ou quando eu estava sozinha, ele não ficava comigo. Quando eu decidi mudar, admito que foi um pouquinho por interesse. Mas depois, eu vi o quanto a minha companhia pra ele é importante.

3- A Vida é Bela, Poxa!

Pode parecer idiotice, mas é verdade. Meu irmão abriu meus olhos e me fez perceber que as coisas acontecem. E que quando acontecem, não é atoa. Eu sei que ele é uma criança. Mas as crianças são as maiores filosofas da atualidade! Comece a reparar nas coisas que as crianças falam. Elas tem uma sabedoria que a maioria de nós não temos. E elas sabem apreciar um sorvete, uma saída pro clube nos domingos. Coisas que nós sentimos tanta falta.


4- Não estou sozinha, estou?

Não tem como ter um irmão mais novo e não se comparar com ele quando criança. Hoje eu vejo que eu ele fomos iguais. Passamos basicamente a mesma coisa. Mas ele é muito mais dramático rsrs. E todas as coisas que eu pensava quando eu era criança, eu vejo que ele pensa a mesma coisa. E antigamente, eu me sentia tão sozinha por pensar diferente. E hoje eu vejo que não era só eu. Ele me ensinou que nunca estamos sozinhos. Sempre vai ter outro alguém pensando junto com você.

5- The Infância Never Ends

Sim. Exato. Ele me ensinou que voltar a ser criança de vez em quando faz bem. E que dá certa saudade sim. E admito, me dá nostalgia de ver ele saindo para brincar com os coleguinhas. Eu fui uma criança meio isolada. Era bem raro eu ir em casa de amiga. Mas quando eu ia, era a maior festa. E direto eu vejo os amigos do meu irmão vindo aqui em casa para jogar videogame. E eu acho isso a coisa mais linda do mundo!

6- Nem tudo é como imaginamos

Tá legal, quem me ensinou isso não foi inteiramente o meu irmão. Mas ele foi uma prova concreta de que é verdade. As pequenas decepções dele me faz pensar nas minhas grandes decepções passadas. E que na idade dele, pareciam bem maiores. Se minhas maiores decepções fossem um passei cancelado, eu estaria bem. Mas ele me fez pensar na realidade disso tudo. Mas uma coisa que eu aprecio no meu irmão é que ele nunca se abala. Qualquer coisa de ruim que acontece, ele sofre um pouquinho, mas logo depois ele tá bem de novo. E são nessas horas que eu queria muito ser ele.

7- Jogar Video Game

Isso é a coisa menos importante, mas é verdade. Eu não sou lá essas coisas jogando videogame. Mas eu até gosto. E quem me ensina a jogar é sempre ele. Porque o Luan só serve pra me iludir fingindo que tá perdendo e depois me esborrachar. E quando ele compra um jogo novo, sempre vejo se é legal para eu jogar também. Nós dois, quando jogamos, jogamos alguns Lego que são os mais legais <3 e ao invés dele me iludir ele me ensina. Legal, né? 


Mas é isso, gente. Sei que esse post não teve muita imagem (aliás, quase nenhuma), mas é que é meio difícil de achar imagens de irmãos felizes rsrs brincadeira. Me contem, você tem um irmão ou irmã? E o que você aprendeu com ele(a)? Comenta aqui em baixo que eu vou adorar saber. De verdade. Então é isso galera, abrace sua mãe. Alimente seu gato e não se esqueça... amanhã é mais um dia! <3


                                                                            ~Bá





You may also like

2 comentários:

  1. Bithcinha, adorei o post!! Bom, eu tenho uma irmã 2 anos mais velha e um irmão 3 anos mais novo. Sim, vida de irmã do meio é uma complicação (pra não dizer que é uma merda), mas eu aprendi muito com ambos. Tanto que o primeiro post é o meu irmão em pessoa, porque ele me fez ver que precisamos aproveitar as pequenas coisas antes que elas fiquem fora do nosso alcance. E, realmente, não existe coisa melhor do que tomar seu sorvete preferido, passar numa fase difícil do vídeo game ou dar um abraço na sua avó e sentir aquele cheirinho de colônia. Minha irmã já é mais pé no chão, sempre fala pra eu não criar expectativas exageradas em algum esquema que parece furado ( traduzindo, não se entregar de corpo e alma pro primeiro que dizer que gosta do seu jeitinho). Mas ela também fala uma coisa que é verdade: "De cabeça erguida a coroa não cai". Isso significa que não importa o quanto falem mal de você e do que você faz, levanta a cabeça e começa a caminhar de novo porque sonhar é preciso (porra, filosofei agora). E com os meus dois irmão eu aprendi que nunca vou ter que gastar dinheiro com aulas de defesa pessoal =D Beijos Bitchinha!

    ResponderExcluir
  2. eu escrevi post, mas quis dizer "tópico", bem na terceira linha hahahaha

    ResponderExcluir