Hoje eu não vou voltar sozinha

2 Comments

São três da manhã. Tomei mais do que devia, e talvez foi algo além do álcool. É sexta-feira de noite. Não existem regras quando se trata de sexta-feira e algumas pílulas. Bem mais do que o normal.
Beijei uma garota, dancei no palco, o karaokê foi nosso. Te beijei. Pois é, disso eu me lembro. Tem certas coisas, que nem um porre de vodca consegue me deixar de amnésia.
Eu precisei disso, sabe? Precisei fazer coisas erradas e fingir que eram certas. Ver que a diversão nunca acaba, fazer loucuras e me arrepender no dia seguinte. Mas eu sou eu. Não me arrependo de nada.
Eu preciso ficar bêbada para esquecer que sinto sua falta. Preciso sentir de falta de alguém, para te esquecer. É sempre um ciclo. Você me faz esquecer alguém, e eu preciso de alguém para te esquecer. Sou estúpida, eu sei. Mas eu não preciso de regras, muito menos de um manual.
Me escondo por trás de bares da madrugada para esquecer tudo isso. Me escondo atrás de outro garoto para esconder de você. Me disseram que você está lindo, e eu não duvido disso. Aliás, eu tenho certeza.
Desde que eu te conheci, você disse que iria me mudar. E você não estava errado. Criei uma dependência de você e isso se tornou minha droga. E como toca droga e álcool exagerado, te vejo toda sexta- feira de noite.
Por questão de orgulho, não posso voltar sozinha. Se alguém me ver com um copo na mão no meio da rua, de madrugada, minha vida acabou. E não finjo que faço isso por querer. Sim, é pra te esquecer, e daí? Esquecer algo que nos fez bem fica cada vez mais difícil. E lembrar disso me enlouquece. Desculpe, mas é a verdade.
Não sou ela. Não chego aos pés dela. Mas eu tenho uma estante cheia de livros, um som antigo e uma televisão nova. Entrar naquela depressão clichê de antes não parece ruim.
Hoje eu não vou voltar sozinha. Vou te arrastar comigo e te convencer a voltar comigo. Eu não sou dessas. Quando se trata de amor, eu desisto fácil. Mas com você, é diferente. Me dá vontade de tentar, até acabar as fichas. E acho que meu dinheiro está acabando de tanto compra-las.
Preciso me esconder atrás de algo que eu não sou para te esquecer. As vezes, eu sou sim essa garota, mas tenho medo de mostrar. Não me orgulho disso, mas não posso mudar. Só preciso sacudir a poeira e te colocar de baixo do tapete, como eu sempre faço. Mas cá entre nós, essa sujeira quase nunca sai.
Hoje eu vou voltar sozinha, sim. Pois vou estar te esperando em casa para ver aquele filme que a gente marcou de ver, mas nunca vimos. Talvez o filme não seja tão interessante.
Não queria que fosse assim. Queria que tivesse um começo e um meio. Sem fim, sabe? Sem fim. Mas nessas coisas de madrugada tristes, drogas de você e corações partido, eu prefiro ver meus filmes clichês em casa sozinha.
E se eu for voltar sozinha, por favor, venha atrás de mim. Disse que precisava esquecer seu beijo, mas nunca disse que não gostei. E se não for bom o suficiente, a gente repete na semana que vem.

Tove Lo - Habits (Stay High)



xo xo,
-B


You may also like

2 comentários: