A palavra com "a"

08:02


Isso é um clichê. Falar de amor. Da falta dele ou do excesso. Falar de amor sempre foi muito fácil. Todos os grandes artistas sempre expressam o amor, de um jeito ou de outro. Não importa se seja sobre a dor que ele causa, ou a paz que ele causa. E sabe por que é tão fácil assim? Todo mundo sente.
E você sabe, eu amo clichês.
Eu tenho tantas coisas pra te falar... mas eu te fiz uma promessa. Não vou falar a palavra com "a", até for realmente necessário. Prometi. Eu sempre cumpro minhas promessas.
Aprendi que a ciência busca padrões. Na natureza, na física, na química... Em tudo. Não adianta estudar algo que vive mudando, não é? Bem... então eu percebi que não existe uma ciência sobre a palavra com "a". Não existe um livro sobre isso, onde tudo que está listado, deu exatamente certo. Isso é porque o que nós, seres humanas, sentimos, não tem um padrão.
Sabe aquela menina linda, que namora o cara mais feio da escola? Todo mundo julga que a) ele é rico ou b) ele é bom de cama. Mas ninguém pensa que eles realmente se gostam. Poxa... existe uma regra agora? Não, não tem. Todo mundo, pode gostar de quem quiser. E eu escolhi você.
Eu andei questionando o significado da palavra com "a" já faz um tempinho, e percebi que ela não tem significado. Não tem hora, data, local, definição, conceito, razão. Não é preciso mais nada. Eu. Você. Dois corações que batem. Apenas. Há penas.
E é engraçado como o significado dessa palavra vai mudando com o tempo. E como as definições ficam cada vez mais longas. Pra mim? Não preciso definir o que acho sobre a tal palavrinha. Sou muito nova pra entender tudo isso e para acreditar no pra sempre (mas eu acredito). Eu só sinto. De formas estranhas, peculiares ou doloridas. Mas sinto.
Na vida, a gente só tem certeza da morte. Que ela chegará a qualquer momento, quando você menos esperar. Mas desde que você apareceu na minha vida, iluminou o meu caminho cheio de pedras e cheio de morros, eu tenho a certeza de que tudo o que eu quero é ter você do meu lado para o resto da vida. Fico sem escrever sobre a única coisa que eu entendo, mas quero acordar do seu lado, abrir as cortinhas e ver o nascer do Sol de São Paulo. Tudo o que eu sempre quis, foi ter alguém pra dividir meus sonhos. Agora que eu tenho isso, meus sonhos já se realizaram. Não preciso de mais nada.
Rum, cigarros e Netflix, no futuro, talvez.
Mas o seu beijo, já me causa a onda de toda a bebida alcoólica do mundo.


You Might Also Like

3 comentários