Um dia a mais e um dia a menos

04:15


Hoje, eu já tenho 15 anos. O mais engraçado de dizer, é que eu sempre sonhei em fazer 15 anos. Ter uma festa, uma porrada de presentes, ter tudo o que eu sempre sonhei. Eu criei expectativas demais para essa data, e nada do que sonhei tá acontecendo.
Sonhei em ter muitos amigos, em ter um namorado, em ser popular, em ter dinheiro. Bem... eu tenho três amigos, namorava um cara muito legal até mês passado, não sou nem um pouco popular, e ganho o suficiente pra manter meus rolês. E eu não reclamo nem um pouco disso.
O que acontece é que eu tenho um certo medo. Sempre fui de criar muitas expectativas, e no final, quebrei a cara. E eu crio muita expectativa hoje. Tenho meus planos se tornando realidade por aqui, mas uma hora ou outra, eu sei que algo vai dar errado.
Tudo o que eu já tentei fazer ou manter, deram errado. Uma hora, eu desisti. Desisti de manter algo, de fazer qualquer coisa e comecei a seguir o fluxo. E não é que deu certo?
Mas não dá pra viver de sorte pro resto da vida. As vezes, uma sorte de principiante aqui e outra ali. Porque é isso que eu sou na vida. Uma mera aprendiz. Aprendendo a dar certo em algum ponto, pra crescer sem crise alguma.
Pra ser sincera, eu meio que deixei de me preocupar com meus 15 anos porque nunca imaginei que chegaria viva até aqui. Bem... aqui estou eu, né? Escrevendo mais um texto pra um blog que ninguém lê e falando sobre uma crise que todo mundo vai ter na vida, mas de certa forma, vai ignorar.
Eu não quero crescer, a verdade é essa. Crescer só machuca, e dá muito trabalho. Muito mais que criança pequena. Eu lembro que quando eu era menor, eu gostava de imaginar minha vida de adulta. E eu sempre me encontrava sentada numa poltrona, assistindo TV e conversando com o meu suposto marido sobre o programa. E eu sabia que eu era feliz. Eu achava aquele futuro um máximo.
E hoje, minhas expectativas estão altas demais. Meus planos, meus amores, esse tal do futuro, tá tudo muito perdido no universo, esperando alguém pra atingir. E quando algo de bom acontece, eu me pergunto "Por que eu?"
Sim, de certa forma, é até legal fazer aniversário. Pensar que falta menos tempo pra você morrer e tal. Além de ganhar presente. Mas sério, eu não tô vendo muita coisa positiva em crescer. Só criei responsabilidade, angústia e meu coração fica cada vez mais partido.
As vezes, crescer pode ser legal. Pode ser que a gente entenda um dia o sentido da vida e pode ser que a gente descubra onde isso tudo vá parar. Mas nessa minha missão de viver o momento, só o momento e nada a mais que o momento, eu descobri que meu momento tá uma merda.
Enfim, eu espero ficar mais madura. Espero ter um gosto musical melhor, espero ter condições boas e espero ter tudo o que realizei.
Mas não dá para esperar muita coisa vindo de mim.
E talvez, nem esteja tão merda assim.




You Might Also Like

1 comentários

  1. Que texto pft�� resumiu uma parte da minha vida! Qnd fiz 15 tb imaginei q tudo ia melhorar, que tudo seria perfeito como nos filmes, mas n foi isso que aconteceu.
    A realidade vai estar sempre nos puchando, nada acontece como achamos que vai acontecer,por mais que sonhemos, não podemos controlar a vida mas, de qualquer forma essa acaba sendo uma coisa boa, o fato dela ser imprevisível e de não ser como achamos que será torna tudo mais emocionante.

    ResponderExcluir