Corredor da morte

0 Comments


Tem coisas na vida que a gente para e se pergunta: "Por que comigo?" E bem, a resposta na verdade é: Por que não com você?
Eu tenho uma teoria/crença muito forte de que a vida não nos dá que a gente não aguente. E que cada dor ou sofrimento é relativo. Por isso que julgar sempre passou bem longe dos meus princípios. Eu pelo menos, era pra passar.
Todos nós passamos por momentos e ruins e momentos que nos fazem questionar o motivo da vida, ou o motivo da morte. Todo mundo já pensou em desistir de tudo.
E você sabe por quê isso acontece? É necessário que cada um de nós passem por pequenas provas, para no final, a gente ficar bem forte. Acho que a escola é um dos exemplos mais óbvios, porém, o melhor. A gente passa anos de nossas vidas estudando duro, perdendo horas de sono e diversão. Mas quando você forma naquela faculdade e consegue aquele emprego, você vê que tudo aquilo valeu a pena.
Eu sei que nem sempre a gente vai pensar assim. Na maioria das vezes, a gente vai sair culpando os outros pelo seu sofrimento ou pelos seus erros. Mas, ei! O que você tem feito para mudar isso?
A humanidade nunca me irritou. Eu sei que cada um tem seus limites, defeitos e qualidades. Mas a hipocrisia humana está ficando tão grande, que eu tenho parado e pensado "Não é possível."
Não julgais, certo? Certo.
Porém, a gente é humano. A gente erra. Isso é normal. A gente não pode se culpar por um erro, por um escorregão. Acontece. Essas coisas ruins aí, acontecem com todo mundo.
A gente merece? Sim, a gente merece. Mas desde pequena meu padrasto repete que o que não nos mata, nos fortalece. E mais do que nunca, essa frase tem feito sentido na minha cabeça.
Não adianta nada se as coisas forem fáceis demais. Não tem graça. Não tem aquele gostinho de "Eu batalhei por isso."
O que é melhor, tirar uma nota alta em uma prova fácil, ou em uma difícil.
A vida, não passa de uma prova. Mas a gente nunca sabe quando sai o resultado.
Então, é melhor a gente fazer o que pode agora, do que chegar lá na frente e se arrepender de não ter feito nada.
Então, se você está passando por um momento difícil, lembre-se de que você é forte o suficiente para estar passando por aquilo. Desistir é o caminho mais fácil, mas não o melhor.
E a vida, mesmo sendo uma droga, pode ser muito bonita.
É só você parar de olhar para o retrovisor e prestar mais atenção no caminho.




You may also like

Nenhum comentário: