Mais um texto sobre o fim

0 Comments

Já foi se o tempo de eu ter aprendido que as coisas acabam assim, pra sempre. Eu sou muito esperançosa e isso, de certa forma, é horrível. Sempre penso que vai ter volta ou que as coisas vão voltar a ser como antes. Uma parte de mim ainda quer tudo de volta. Quer as risadas, as cócegas, os planos, os sonhos. Mas a outra parte só quer recomeçar, e não quer se apegar de novo, para não se decepcionar.
Da próxima vez, eu vou continuar guardando meu coração às sete chaves, esperando só quem pode, abrir o cadeado. E não arrombar a porta para o primeiro que aparecer e me falar algumas palavras bonitas. Meu coração não é mais brinquedo de criança, para jogar pro alto e quem pegar, é dele. Sei que sempre falo isso e eu sempre continuo na mesma. Mas de tanto quebrar a cara e de tanto me decepcionar, uma hora o sofrimento faz efeito.
O fim é uma coisa engraçada pois, quando você menos espera, ele já começou. E nós temos que viver o fim, com toda a dor e todo o drama que há dentro da gente. Não adianta fugir dele. É melhor encarar e esperar o pior, mesmo sendo mais difícil.
Eu nunca disse que seria fácil. Nunca disse que seria perfeito.
É, eu vou sentir muito a sua falta, igual eu senti das outras vezes. Só que ninguém precisa saber disso, então eu continuo com esse sorriso no rosto, essa risada falsa e uma mentira dita todos os dias: "Eu estou bem." Não, eu não estou bem. Eu estou quebrada, arrasada, destruída. Eu me perdi mais uma vez, e dessa vez, não tenho você para falar que me encontrei no seu abraço ou essas coisas clichês. Eu gostaria de ter você por perto para explicar tudo o que está acontecendo. Mas onde está você? Você está se escondendo de mim, no lugar mais fundo que há nesse labirinto que é o amor. Onde você está? Eu te procuro, e quanto mais eu te procuro, mais eu me perco.
A "saudade" já é uma palavra nova no meu coração, que sempre achei que sabia o significado, mas na verdade, era só uma dorzinha que ia passar hora ou outra. Mas hoje, eu sei o quanto isso machuca e o quanto é forte o que sentimos. Ah, saudade. De onde você veio, mesmo?
Eu meio que esperava que você ficasse. Meu coração não é tão simples quanto pensa. Ultimamente, minha mente se ocupa em mentiras mal ditas e verdades distorcidas. Palavras jogadas ao vendo e arrependimentos. É, eu estou indo embora. Mas dessa vez, a culpa não é minha.
Eu sinto muito (não estou me desculpando).
Da próxima vez, eu prometo que seremos perfeitos.






You may also like

Nenhum comentário: