Talvez

0 Comments


É. Talvez eu esteja apaixonada. Talvez eu pense em você frequentemente, talvez eu escreva coisas no meu diário que você nunca vai ler (e nem precisa). Talvez eu esteja me iludindo com isso tudo. Talvez eu choro ouvindo músicas do nosso passado, presente e futuro. Talvez você não sai da minha cabeça de forma alguma.

São muitas possibilidades. Milhares delas. É, o futuro ainda não foi escrito. Não dá para a gente saber onde estaremos daqui alguns anos. Não dá pra saber a verdade de tudo. Muito menos a mentira. Nós temos que nos contentar com as coisas que temos nesse exato momento. E o que temos hoje, é um ao outro.

Já parou pra pensar em como temos sorte? Com tantos problemas, obstáculos e dificuldades, eu ainda te desejo pra mim de uma forma surreal. Ainda faço planos de madrugada e ainda penso em você no banho. Não dá pra deixar você partir, sem nem ao menos lembrar do quanto a gente dá certo/se gosta/ somos perfeitamente gays juntos (tá, nem tanto).

Ultimamente, eu nem durmo mais. Eu acordo de madrugada, olho as estrelas e me lembro dos seus olhos. É, seus olhos brilham. E depois do seu abraço, vê-los brilhar por minha causa é melhor coisa do mundo. E você sabe, o mundo é complicado e cheio de problemas. Mas estrelas não podem brilhar sem escuridão.

Talvez, bem talvez, no final, eu vou ficar errada e abandonada. Algumas coisas vão mudar de lugar, se quebrarem e não vou conseguir juntar tudo de novo. Mas quem se importa? Eu, não mais. Hoje eu vejo o quanto cada segundo do seu lado, seja cheio de silêncio ou coberto de risadas, é tão valioso quanto a definição do amor.

Sim, talvez nós nunca saibamos o que é o amor de verdade. Mas o divertido, é essa liberdade que temos de poder sair por aí, procurando-o. A gente (pensa que) acha em beijos, abraços, palavras, olhares. Podemos achar em lugares escondidos, ou como na maioria das vezes, está bem de baixo do nosso nariz. Pode ser o melhor da sua vida, pode ser o pior.

Ah, querido... Se você soubesse como eu sofro por não fazer parte do seu corpo, morar no seu abraço e me alimentar do seu carinho. Não sabe como eu desejo, cada dia mais, passar meus dias ao seu lado. Não, meu bem. Você não sabe nada sobre mim.

Mas enquanto não posso fazer isso tudo, fico aqui escrevendo textos e textos que você nunca vai ler.




You may also like

Nenhum comentário: