7 coisas que aprendi com a física

11:51


Bom. Meu Ensino Fundamental acabou de acabar. Mas, nesse ano, entrou uma matéria nova que eu jurava que ia odiar, mas acabei gostando: Física. Sempre achei que física era cheia daquelas leis que nunca ouvi falar, ou as coisas de pessoas que viveram há muito tempo atrás e eu nunca fiz questão de saber. Mas é engraçado como as coisas mudam de uma forma surreal. Mesmo sendo meio ruim em física em relação aos números (matemática, af), eu aprendi várias coisas com ela. E claro, meu professor foi um instrumento muito grande no meio disso tudo. Agora existe a Bárbara A.E.F (Antes do Ensino Fundamental) e Bárbara D.E.F (Depois do Ensino Fundamental). Então, eu digo: Fique na escola, não use drogas :D

1- Dois corpos não ocupam o mesmo espaço
Demorei um grande tempo pra entender isso. Mas, aplicando isso em nossa vida: Não força a barra. Não tente ser algo que você não é, muito menos, tente que alguém seja do que ele não é. Apenas aceite, e mova-se.

2- É tudo muito grande
E nunca vamos descobrir tudo. Tudo é gigantesco, e não falo apenas do universo. O que há dentro da gente é tão grande quanto esse borrão preto (ou bege) que há "fora da Terra". E nunca vamos descobrir tudo. Dá uma agonia, né?

3- Sou dona apenas do que penso
A partir do momento em que eu falo algo, isso já é da conta de quem ouviu. Não adianta discutir, pois é. O que há dentro de mim, pertence a mim. O que há no espaço, pertence ao espaço.

4- A força que eu faço, volta na mesma intensidade
Quer uma explicação melhor? Quando eu lanço algo ruim, essa coisa ruim vai voltar pra mim hora ou outra. E quando eu lanço uma coisa boa, ela volta do mesmo jeito. Lei de Newton, bitches!

5- Nem tudo é como parece ser
Uma coisa que aprendi quando comecei a ver números na apostila de Física, foi achar que ia ser moleza (eu até que sou boa em matemática). Mas eram regras completamente diferentes. Não se engane. É uma cilada.

6- Sempre haverá um outro jeito de observar
Você nunca será o dono da verdade. Sempre haverá mais teorias, práticas, ideias, etc. Por mais que tentemos, nossa cabeça é infinitamente maior do que as regras. Pensar nunca foi proibido. Antes de pensar que você está 100% certo, pense nas outras possibilidades.

7- Segura a marimba
Primeira regra: Respeitar. Segunda regra: Ter argumentos. Não adianta querer discutir um assunto, sem ter argumento algum. Mantenha a conversa em um tom adequado, num nível bacana para que as duas ou mais pessoas possam abrir a cabeça e entender o item número 6.Argumentos, respeito. É disso que o mundo precisa.


You Might Also Like

1 comentários

  1. Adorei, Bárbara! Até o nome: doce como limão. Lembra-me o paradoxo entre ônus e bônus. Todos querem o bônus de aprender (doce), mas não querem o ônus de aprender (limão). Não há bônus sem ônus. Doce como limão. Nunca confiei em pessoas que gostam de ensinar. Muitas vezes, elas ensinam coisas que deram certo há muito tempo atrás. Funciona hoje? Não sei. Mas sempre confiei nas pessoas que gostam de aprender. Principalmente aquelas que ensinam o que aprendem, e tornam isso um ritmo de vida. E dá ritmo mesmo! Obrigado por me ensinar!

    ResponderExcluir