A difícil jornada entre um coração e outro

04:05



Ah, Bárbara... Você não tem jeito. Você não perde tempo. Em um dia, está jogada na sacada, às três da manhã, esperando para ir embora. Deitada em uns colos desconhecidos, falando coisas que você nem devia ter falado. Chorando como uma criança que queria doce, mas seus pais não permitem. Tão desamparada e perdida, que qualquer semelhança entre você e o chão, era mera coincidência.

E agora? Você acabou de unir aquele coração que nada tinha a ver com sua vida, apenas para ser alguém melhor. Sei, eu entendo que você está confusa. Afinal, ser um jovem com conhecimentos espirituais no século 21 fica cada vez mais difícil. Afinal, o que eu devo fazer, não é mesmo? Devo ir atrás do que eu quero, eu devo deixar ir? Às vezes, tudo o que queremos é só um capricho. E outras, deixamos ir apenas por preguiça.

O que você quer, Bárbara? Você já devia ter aprendido que não deve forçar a barra de ninguém. Qual o seu problema? Ainda não entendeu que quem tem que mandar no seu coração é você? Quando você vai conseguir ser feliz sozinha? Ok, tudo bem. Tudo no seu tempo. Eu vejo que você apenas pegou a oportunidade que a vida te deu de fazer algo certo. Vê se não vacila de novo.

E afinal, onde estão os seus valores? Você se vende por qualquer colar de pedra, qualquer palavra bonita, qualquer promessa. Você vale ouro, menina. O que você tem dentro de você é uma porta para amores maiores. E você fica aí, mendigando amores frios e mortos. O que você está fazendo?

Um dia desses eu vi um filmes que dizia que "nós escolhemos o amor que achamos que merecemos." Você merece tudo isso? Sim, tenho certeza que sim. Você é forte para suportar tudo isso. Por mais egoísta e chata que você é, tenho certeza que em algum lugar dentro de você, bate um coração que se importa com o coração do outro. Vê se para de se apaixonar assim por quem te quer longe. Não vale tanto a pena.

Tá na hora de mudar. Quer dizer, fazer diferente. Pegue essa oportunidade, faça alguma coisa direito nessa sua vidinha. Se você não consegue ser feliz, ao menos tente fazer alguém feliz. Agora, vai lá. Viaje, mude o cabelo mais uma vez, curta mais a vida. É tudo tão grande, e você é grande demais para tudo. Aproveite isso enquanto pode. Aproveite você mesma, pois você acha que não, mas nosso coração não fica conosco para sempre.

Existe uma ponte. Um caminho. Entre o seu coração e o outro. Mas esse outro, não é um outro qualquer. Esse coração é um coração que vai encaixar no seu, e vai te completar como se faltasse algo em você. Mas não se deixe pensar que você consegue viver sem ele. Você consegue, é só experimentar.

É como um labirinto. Você vai entrar em caminhos errados muitas vezes, para ver que ali não tem saída. Você vai ter que voltar para o início, ir em direção à outro caminho. E assim será, inúmeras vezes da sua vida. Até você achar o outro coração, que estará tão perdido quanto você.

Não tenha pressa. Esse coração pode estar debaixo do seu nariz, ou pode estar bem longe de você. Mas não tenha pressa. A pressa, meu bem, é inimiga da perfeição. E por mais que suas feridas voltem a doer, ou com o tempo, outras novas comecem a surgir, tenha esperança de que esse labirinto não será tão longo. Você merece tudo isso, sim. Mas você merece porque você é forte. Você é moça de verdadeira fé. Não fuja, não corra. Enfrente.

E se estiver fácil demais, desconfie. Coisas que chegam fácil, se vão fácil. Como uma pipa perdida no vento, ou as penas caídas de um pássaro. Pode até não existir um coração perfeito. Mas eu te garanto, que achar o outro lado do labirinto não é fácil. Você pode ficar em dúvida sobre o que você está fazendo, ou onde exatamente você está.

Mas quando você chegar lá...
Você apenas sabe que chegou.


You Might Also Like

0 comentários