Aquele que se foi

16:08


Eu me prometi nunca mais escrever sobre você, a não ser que você voltasse. Eu me prometi apenas escrever coisas boas sobre você. Tipo, lembranças, memórias, risadas, etc. Bem, acho que você sabe bem que eu nunca fui boa de cumprir minhas promessas.
Mas enfim. Você se foi. E desde que isso aconteceu eu tenho ouvido músicas novas e outras nem tão novas assim. Cometi alguns novos erros, fui caçar carinho em outras pessoas. Tentei fugir disso tudo. De mim mesma. Mas sempre que eu me olhava no espelho, eu via o seu reflexo em meus olhos. Por um momento eu podia te sentir pertinho de mim. Mas depois de um tempo, você sumia.
Poxa, você sumiu... Eu excluí seu número, então assim eu não te chamo de madrugada ou quando eu estou extremamente carente. Eu esqueci de apagar as nossas fotos, mas acho que uma parte de mim ainda vai precisar delas. Sabe aquela foto que tiramos no ano novo? É a minha favorita até agora.
Eu venho lendo um texto, todos os dias da minha vida. Ele me lembra que eu ainda tenho um longo caminho pra percorrer e não posso deixar você acabar comigo. Afinal, você é só mais um.
Eu tentei ir embora umas vezes também. Eu tentei fingir que eu estava bem. Na verdade, eu sou muito boa em fingir as coisas. Quando eu chego em casa e minha mãe pergunta como eu estou, e eu só dou uma risadinha, pra não ter que responder.
Pra ser sincera, Fulano, eu sinto a sua falta pra caralho. Mas eu tenho conversado com um monte de gente e todos falam que você não me merece. E eu estou começando a acreditar nisso. Eu luto por você, com forças que antes eu nem conhecia que existiam dentro de mim. Eu choro lágrimas que eu pensei que estavam secas. Eu uso palavras que até então, eu não sabia o significado. E o que você faz? Diz que o problema é meu, vira as costas e continua na sua vidinha coberta de mentiras e friezas.
E ô coração frio que você tem! Nunca vi alguém com tanto rancor de alguém que ama. Ou quer dizer, diz que amou. Sempre se focou no passado, e acabou deixando seu presente ir embora. Ou devo dizer, acabou indo embora do seu presente. Quem sabe seu futuro. Ah, o seu coração é um baita mistério. Enterrado em terras desabitadas, debaixo do mar e guardada por sereias poderosas. Será que seu coração existe mesmo? Ou você dizia aquelas palavras apenas para fingir que algo batia dentro de você?
O problema é meu, de fato. Mas quando a gente gosta de alguém, a gente não faz só aquilo que é pedido. E sinceramente, eu não tô te pedindo muita coisa em troca. Eu não te peço anéis de diamantes ou colares de pérolas. Eu não te peço forro de cama caro, talheres de prata. Eu não te peço nada. Tive minha época de implorar amor, mas agora? Eu nem sei o que eu quero! Mas eu simplesmente não consigo deixar você embora. Mas não se sinta tão especial, isso acontece com todo mundo.
Acho que eu preciso aceitar isso em mim, e admitir que apesar de tudo, você é só mais um. Mais um que entrou na minha vida, bagunçou tudo aqui dentro e foi embora. Sem se despedir, sem pedir desculpas. Sem olhar pra trás e fechar a porta. Me deixar com todas as coisas espalhadas aqui, sem saber o que fazer.
É. Sim. O problema é meu. Mas está na hora de enfrentar o futuro e entender que eu não sou mais sua. Eu nunca fui.
Mas quem sabe, em outra vida, eu serei sua e a gente mantém nossas promessas.
Eu te faço ficar e então, eu não vou precisar falar que você foi aquele que se foi.


You Might Also Like

0 comentários