Pássaros

0 Comments

Vocês já repararam no modo como os pássaros voam no céu? Eu nunca gostei de vê-lo voar.Parece que eles estão fugindo de alguma coisa, indo em direção a algum lugar com um pôr do Sol bonita, água fresca, e muita paz. Na realidade, acho que sinto um pouco de inveja desses pássaros por conseguirem ir embora sem olharem para trás. Enquanto eu, fico presa como peixe no aquário.
Eu tenho vontade de sair de onde estou e procurar novas razões, novos corações. Tenho vontade de conhecer gente nova, lugares novos, músicas novas. Mas ao invés disso eu continuo presa às mesmas pessoas, frequentando os mesmos lugares e, claro, ouvindo as mesmas músicas. E deve ser por isso que odeio tanto a liberdade alheia.
Nunca parei para pensar no motivo de eu detestar ver pássaros voando. Sempre foi aquela sensação que eu só sinto, faço cara feia e depois guardo no fundo da cabeça de novo. Mas agora, isso parece fazer algum sentido. E no momento, eu nunca quis tanto ser um pássaro para voar bem longe daqui.
Ontem li uma coisa que, no começo, me chateou. Mas depois eu concordei e, depois de chorar um pouquinho, cheguei à conclusão de que deveria abandonar esse cenário triste no qual me encontro agora. Essa cidade que me entristece, esses mesmos rostos, as mesmas decepções. Pensei em mudar de escola, de cidade. Mas então, eu percebi que a mudança está dentro da gente, e não dá pra fugir de nós mesmo.
Mas o que eu faço pra mudar? Não é uma coisa tão simples quanto pensamos. Não é tão fácil quanto redecorar o quarto, mudar os móveis de lugar. É um movimento interno, que requer vários sacrifícios e despedidas. E aí é que mora o problema: Nós não queremos nos despedir de nada.
O resto do movimento, eu ainda desconheço. Acho que estou mudando aos poucos, sem nem perceber que estou mudando. Não amadureci o suficiente para perceber que alguns erros não tem volta e que algumas coisas nunca vão mudar. Mas tenho a consciência de que tudo são só fases, e uma hora isso vai passar.
Com o tempo e com tempo eu não digo idade, nós percebemos que todos somos pássaros que só precisam abandonar o quentinho do ninho. E sei que é difícil, mas vocês já viram a imensidão do mundo? É enorme, é muita coisa pra descobrir. Então vai lá, abre suas asas e levante voo.
Deixe ir, deixe voar. Segurar não vai fazer voltar no tempo. Acredite, eu já tentei.






You may also like

Nenhum comentário: