Ele

09:38


É, talvez eu esteja apaixonada. Essas noites em que as luzes dos longos postem que se encostam na calçada iluminam a cidade e eu sempre tenho que voltar sozinha pra casa, de repente param de me incomodar. Moro um pouco longe, e é até perigoso sair andando assim. Mas talvez, só talvez, eu não dê a mínima pra isso mais.
—Ei, Bárbara! - ele disse gritando enquanto eu dançava uma música que eu não conhecia debaixo de luzes coloridas que piscavam junto com a música.
—Fala - respondi, sem olhar pra trás e parar de dançar.
—Acho que eu te amo.
E então, tudo parou. Fiquei surda e tudo o que eu conseguia ouvir era as batidas do meu coração, que pareciam muito felizes. Quase consegui ouvir as batidas de Love is a Laserquest. Consegui encontrar seu rosto no meio da multidão, soltei um sorriso pequeno, mas grande o suficiente para ele entender o recado. Eu saí correndo para beija-lo e, de algum jeito, tudo começou a se encaixar e fazer sentido.
Essa é uma parte da história. Essa sou eu, esse é ele. Vocês não sabem quem ele é, o nome dele, o endereço. Você não vão querer saber. A outra parte da história vocês vão eventualmente ficar sabendo. Talvez vire mais textos como esse, poemas, outro livro. Ou talvez a história seja boa demais para passar pro papel, e então fica só dentro da gente.
O que importa é que estou feliz, o que é uma coisa que não acontece há muito tempo. Valeu a pena esperar alguns meses até ele chegar para me fazer sentir como se o mundo ainda tivesse cores, e quem sabe, alguma finalidade. Talvez a gente esteja indo rápido demais, e a história anterior ainda nem ganhou um final. Mas afinal, quando a gente sabe que é o fim?
O começo está aí, pronto pra ser feito e desfeito. O mundo é dos que se arriscam e eu tô cansada de ficar parada. As coisas não vão dar certo ao menos que você lute por elas. E ele? Ah, ele é tudo que deu errado, e de repente, resolveu dar certo.
Ele é meu fim e meu começo. Ele é meu juízo, minha tentação. A paz, a guerra.Ele é minha vida, minha morte. Sem definições e, ao mesmo tempo, o dicionário todo.
Se é amor? Não sei, e prefiro não saber. Essa palavra só me ferrou desde que eu "descobri" o que ela significa. Mas eu sei que estou aqui. Pronta para recomeçar, repensar, reagir. Disposta a descobrir tudo de novo, por ele. Vai que dá certo.
E agora? O que acontece agora?
A história continua, e eu não quero que chegue no fim.


You Might Also Like

0 comentários