Esse amor

14:04



A gente arde. A gente arde de dentro pra fora, a gente arde junto, a gente quando não estamos juntos. Mas a gente arde. A gente escreve um poema constante no corpo um do outro, que se resulta em bochechas rosadas, olhos fechados, suor entre os dedos. O fogo contínuo que queima nossos coração num amor inacabável que alimenta minhas células, move meus membros, dá nó nas minhas entranhas. Esse amo que ainda me parece um sonho tão doce e incalculável, que insiste em me visitar nas madrugadas de cansaço em que você não está.

Mas não. Eu e meu coração gostamos de acreditar que esse incêndio proposital que criamos é a realidade mais linda que eu já escrevi. Entretanto, acontece um jogo constante dentro de mim entre o quente e o frio, o fogo e o gelo, e eu não sei quem vai ganhar. Mas independente disso, eu amo. Eu amo em todas as línguas, em todas as pessoas.

Eu. Tu. Nós. 

E esse amor que me transformou na felicidade no seu mais puro conceito e queimou todos os meus medos e inseguranças até eles se formarem no mais cinza pó. É intenso, é selvagem, é loucura É tão verdadeiro que às vezes eu me pergunto se nós dois não saímos de um livro de contos de fada, onde o "felizes para sempre" não existe, mas que também não exista um certo final.

Mas se quer saber, eu sei que o amor é a essência do futuro e é uma linha contínua em que, o que vai sempre volta. Sem se preocupar com as consequências, o resultado, o fim tomado. O bom e o gostoso é dar a mão à alguém e fechar os olhos e se surpreender com o destino que ela irá te levar.

Agora a reciprocidade, que é a matéria prima mais pura que escorrega na minha corrente sanguínea, virou tese para minha arte que, agora, tem nome, sobrenome, e mora um pouquinho longe. É a droga mais cara e mais eficaz. Eu poderia ficar por horas criando universos paralelos para nós dois, passeando na psicodelia dos azuis dos teus olhos e viajando nos fios da sua juba loira. É um prazer que não se compara a um orgasmo, a um espirro, a um gol num jogo de futebol. É a gratidão mais inteira do mundo.

Somos só eu e ele. Ardendo no fogo do inferno enquanto nós nos amamos e fundimos da maneira mais linda que existe.

Leia ouvindo: Beagá - Maglore

You Might Also Like

1 comentários